Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

Tutorial

por Iorrana Aguiar* - 13/03/2007

Por que Dubai

Dubai parece ser a bola da vez e vive um boom no mundo do business




Não tem como escapar.

 

Ao colocar os pés em Dubai, a meca do consumo nos Emirados Árabes, nos deparamos com o que há de mais instigante e desejável no mundo do bem-viver. Uma Disney no meio do Oriente Médio!

 

Tudo começa no próprio aeroporto, ou melhor, aeroshopping, onde tudo é tax-free. O marketing de seus produtos, quase sempre de elite, é direcionado e funciona como hipnose. Por melhor dizer, uma miragem, literalmente, no meio do deserto.

 

Tudo é 5 estrelas, ou mais, como é o caso do Burj al Arab, o único hotel auto-intitulado sete estrelas do mundo. Grandes highways, super-hiper-mega outdoors, shopping centers, gold souks (mercados de ouro) e a presença maciça das maiores marcas de luxo do planeta.

 

 

 

Pois é, vida de sheik é nas Arábias!!

 

E seu povo parece estar preparado para isso. Nos hotéis, o serviço é perfeito e a simpatia vem de brinde. Nas lojas, as vendedoras estão sempre prontas a atender com um belo sorriso e visível satisfação.

 

Dubai parece ser a bola da vez e vive um verdadeiro boom no mundo do business. Não se assuste ao andar pelas largas avenidas e se deparar com megaconstruções, todas de alto-padrão. Algumas delas, inclusive, sorteiam jatos particulares. Premiozinho razoável, não?

 

Cerca de 80% da população é estrangeira, transformando Dubai num dos locais mais ocidentalizados do Oriente. Mas nada disso veio fácil. Localizados no meio do deserto, eles tiveram que tratar sua água salobra, transplantar coqueiros, construir resorts e muito mais para, enfim, se transformar no paraíso dos bem-nascidos.

 

 

Dubai é um tesouro em forma de metrópole, povoada por Sherazades cosmopolitas, Ali Babás multimilionários e sonhos de riqueza suficientes para embalar mil e uma noites de luxo e poder.

 

Iorrana Aguiar é coordenadora de marketing de moda da Santana Têxtil. Dubai, a capital dos Emirados Árabes, fez parte do roteiro de viagem para pesquisa de moda realizado pela equipe de estilo da tecelagem no início do ano

 

 

_______________________________________________________________________________________

Nota da Redação: Segundo dados da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, os Emirados Árabes são o terceiro maior importador de produtos brasileiros entre os países do Oriente Médio. Em janeiro, o Brasil exportou cerca de US$ 500 milhões para a região, um aumento de quase 30% em relação a janeiro de 2006. Na cidade de Dubai, está localizado o primeiro centro de distribuição de produtos brasileiros administrado pela Apex-Brasil (Agência de Promoção de Exportações e Investimentos).

 

fotos: Iorrana Aguiar, vista da grande mesquita à noite e do hotel Burj al Arab