Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Seleção de Idioma

Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Verão 2018

Jussara Maturo - 17/11/2016

Vicunha investe em novas fibras

Resíduos de fiação e tecidos são a base de dois lançamentos, assim como a fibra que empresta ao denim características de roupa esportiva está entre as cerca de 20 novidades apresentadas pela têxtil.

Como parte do esforço de operar a cadeia de produção do denim com menos impacto ambiental, a Vicunha investiu em tecnologia de reúso de água e processos de tingimento e acabamento para poupar recursos. Com o lançamento da linha Eco Recycled, o ciclo chega aos produtos no verão 2018. São dois tecidos na estação que usam fios reciclados da produção da empresa, obtidos a partir de aparas de tecidos, resíduos de fiação e sobras de fios, que antes eram vendidos.

Esse refugo têxtil do parque industrial de Maracanaú, no Ceará, onde a Vicunha tem duas fábricas de fiação e tecelagem, é desfibrado e misturado a algodão novo para dar origem a um novo fio. “O fio não pode ser 100% reciclado porque não teria resistência”, esclarece Patrícia Ribeiro, coordenadora de produtos da linha de denim da empresa. Ela explica que reprocessar todo esse material tem um custo de investimento, que incluiu o desenvolvimento do tingimento Double Denim, que usa menos água quando comparado aos processos padrão.

Uma das novas bases é o Wilde-Eco, tecido 100% algodão, com peso de 10,8oz. Mas, a Vicunha também lançou o Life-Eco que junta 98% de algodão e 2% de elastano, em tecido de 10oz com 24% de alongamento.

TECNOLOGIA ESPORTIVA NO DENIM
Ao lançar a linha High Technology, a Vicunha busca associar ao jeans de performance o bem estar de uso, observa Patrícia. Para essa novidade do verão 2018, o fabricante firmou acordo com a fiação italiana Aquafil, fornecedora do Dryarn, fibra que tem propriedades de isolamento térmico, fazendo troca de calor, mantendo o tecido aquecido no frio e fresco nos dias quentes porque não retém suor, conta a coordenadora. Ela explica que a base dessa fibra é o Lastol, um filamento bicomponente com propriedade de stretch baixo. Um desses componentes é o polipropileno, uma das fibras mais leves do mundo, que não retém o suor, além de favorecer o conforto térmico, diz ela.

O primeiro produto foi o Sahara (71% algodão, 26% polipropileno, 3% lastol, peso de 8,7oz e stretch de 14%), lançado no início do ano, mediante acordo de exclusividade com a Diesel, e que agora teve a comercialização liberada. O Gobi é mais leve, 6,3oz de peso, destinado à parte de cima. Tem composição que envolve 48% viscose, 24% algodão, 24% polipropileno, 4% lastol, com 17% de stretch).

O QUE É ELASTOMULTIÉSTER
A linha Perfect Fit, de tecidos smart, foi reforçada com três lançamentos: Carol, Gisele Luminous e Gisele Vintage. Na descrição de composição, a novidade foi o uso do termo elastomultiéster. Patrícia explica que se trata do termo técnico para o fio T400, marca registrada de produto da Lycra. As duas bases Gisele de 9,2oz contam com 90% de algodão, 8% de elastomultiéster e 2% de elastano com alongamento de 38%. O que muda é a cor do tingimento que no caso do Gisele Luminous é um azul vibrante, quase Bic. A composição do Carol inclui 45% de viscose, combinado a 44% algodão, 9% elastomultiéster, 2% de elastano e strtech de 27%.

NOVIDADES DE ACABAMENTO NA SARJA
Snow Color e Ripell são os acabamentos desenvolvidos para a sarja do verão 2018. O Snow Color é tinto no avesso em cores fondant de azul, cáqui, verde e rosa, com o direito em cru com o aspecto natural do algodão que deixa aparente as casquinhas da fibra. De modo que ao promover efeitos de lavanderia, como puídos e rasgos, a cor do avesso aparece criando novos efeitos, explica Geisa Rocha, coordenadora de desenvolvimento de produto da área de sarja da Vicunha. Para esse lançamento foi usada a base Husky, de 7,4oz, com 98% algodão e 2% de elastano com alongamento de 28%.

O Ripell é um coated com cara de couro aplicado sobre base leve de 3,8oz em 100% algodão. Tem toque empapelado, mas, suave. Apesar de leve não é recomendado para camisa porque fica armadinho, aponta a coordenadora. Foi lançado em sete cores. Quatro delas simples (preto, branco, marinho e vermelho) e três duo com coating preto no lado direito e avesso colorido em azul royal, pink ou amarelo.

Fluid é a novidade em tecido da sarja, uma tela 100% viscose com 3,8oz para camisaria. “Mas, pode ser empregadas para calças e shorts, além de aceitar estamparia, sendo comercializada em PT”, conta Geisa.

GALERIA DE FOTOS

Ampliar
  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4
  • Foto 5
  • Foto 6
  • Foto 7
  • Foto 8
  • Foto 9
  • Foto 10
  • Foto 11
  • Foto 12
  • Foto 13
  • Foto 14
  • Foto 15
  • Foto 16
  • Foto 17
  • Foto 18
  • Foto 19
  • Foto 20
  • Foto 21
  • Foto 22
  • Foto 23
  • Foto 24
  • Foto 25
  • Foto 26
  • Foto 27
  • Foto 28