Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Seleção de Idioma

Terça-feira, 17 de Outubro de 2017

Internacional

Redação - 20/01/2017

Produção mundial de algodão estável

Relatório mais recente do departamento de Agricultura dos Estados Unidos projeta ligeiro aumento dos estoques finais na safra de 2016/17.

No relatório de janeiro, o USDA (United States Department of Agriculture) prevê que a produção mundial de algodão na safra 2016/17, cuja temporada começou em agosto, deva ficar estável, apresentando ligeiro avanço de apenas 1%, para 22,935 milhões de toneladas, em relação à safra passada. A queda no consumo deverá ser bem pequena (-0,13%), para 23,333 milhões de toneladas. Mas, somada ao aumento de produção eleva em 1,68% o nível dos estoques finais que terminariam a safra somando 19,737 milhões de toneladas.

Essa variação para cima dos estoques foge da previsão do Icac (International Cotton Advisory Committee), que em novembro, avaliou que as sobras tornariam a cair na safra 2016/2017, como ocorreu na temporada anterior. Segundo o departamento de Agricultura dos Estados Unidos, a Índia continua a ser o maior produtor de algodão do mundo (veja o quadro abaixo). O Brasil figura em quinto lugar.

China permanece como o maior mercado consumidor (7,89 milhões de toneladas), assim como também opera os maiores estoques finais (10,52 milhões de toneladas). O Brasil não está entre os grandes do consumo, mas é o terceiro em estoque final (1,48 milhão de toneladas), atrás da China e da Índia (2,63 milhões de toneladas), mostra o relatório do USDA.