Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Seleção de Idioma

Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Canal Digital

Ana Luiza Mahlmeister - 14/03/2017

Site de busca de moda feminina expande atuação

Agregador de marcas Paraíso Feminino reúne 300 lojas e mais de 350 mil produtos.

Criado em 2010, o site agregador de marcas de moda Paraíso Feminino está expandindo atuação com previsão de passar das atuais 300 lojas para 450 até o final do ano, contando com mais de 350 mil produtos em sua base de dados. A criadora e atual diretora do portal, Rachel Toyama, conta que a idéia do site surgiu da dificuldade de encontrar tudo o que procurava em um só lugar.

O portal funciona como se fosse o ‘google’ da moda. Ao entrar no Paraíso Feminino, o consumidor pode fazer a busca por marca, tipo de produto e faixa de preço. Ao clicar em uma peça é direcionado ao marketplace de comércio eletrônico que corresponde à loja. “O site não ganha porcentagem sobre a venda, apenas por clique no produto”, explica Raquel.

Entre as lojas que podem ser encontradas pela ferramenta de busca estão Dafiti, OQVestir, Farfetch, Carmen Steffens, Arezzo, Amaro, Poshtaus, Passarela, Marcyn, Fiever, Anacapri, Anita, Schutz, Marisa, Ray-Ban, Coca-Cola, Corello, Forum, Tufi Duek, Hering, Dzarm e, mais recentemente, a Colcci. Já passaram pelo portal Ana Hickmann, Daslu, Fashion UP e Uselets que encerraram suas lojas virtuais.



O portal oferece dois tipos de opção para as marcas: um contrato formal pelo qual todos os produtos daquela loja de comércio eletrônico podem ser encontrados no Paraíso Feminino, ou a opção gratuita, em que apenas 10% dos produtos ficam expostos no site. “A vantagem para o consumidor é encontrar diversas categorias de produtos e marcas em um só lugar, e para as lojas permite mais exposição e consequentemente maior conversão de vendas”, explica Raquel.

O sistema buscador também oferece uma ferramenta que ajuda a montar looks, ou seja, combinar as peças encontradas nas marcas parceiras. Também conta com um espaço de outlet dentro do qual as lojas oferecem produtos com desconto. “O Paraíso Feminino não realiza venda de nenhum produto, mas faz a interligação entre as consumidoras e as lojas virtuais, além de incentivar a compra assertiva, permitindo que a usuária tenha uma experiência única entre a busca de produtos e suas combinações”, completa a executiva.

Além de gestora do Paraíso Feminino, Raquel Toyama é consultora de moda e atua na curadoria das lojas do portal. Formada em odontologia pela Unesp, em consultoria de imagem pela Dresscode e como Personal Stylist pela Escola São Paulo, ela ministrou por três anos aulas no curso de E-commerce de Moda da ComSchool.