Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Economia

Jussara Maturo - 05/06/2017

Produção de têxteis sobe em abril

Segmento interrompe assim dois meses em queda, enquanto vestuário acumula redução no ritmo da atividade industrial.

De janeiro a abril, a atividade da indústria como um todo variou bastante no Brasil, oscilando dois meses em queda e dois meses de alta de produção. Abril foi o mês de crescimento, com avanço de 0,6% sobre março, aponta a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas). A indústria de produtos têxteis seguiu a variação positiva em relação ao mês anterior, registrando alta de 1,6%, depois de conter o ritmo em fevereiro e março.

Já as confecções de roupas produziram menos nos primeiros quatro meses do ano. Alta só foi registrada em fevereiro. Mas, pelo menos, em abril, a redução foi mais leve, com queda de 0,1%, informa o IBGE. De modo geral, na passagem de março para abril, predominaram os resultados positivos, com crescimento em 13 dos 24 ramos pesquisados.

SOBRE ABRIL DE 2016
A comparação com igual mês do ano anterior revela que o avanço observado no primeiro trimestre foi interrompido. A produção da indústria em geral caiu 4,5% em abril deste ano, no confronto com abril de 2016. O repuxo de têxtil e vestuário nesse comparativo foi menos intenso. A fabricação de itens têxteis caiu 0,9% e a de roupas diminuiu 1,7%, mostra a pesquisa do IBGE.