Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Seleção de Idioma

Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

Negócios

Redação - 12/07/2017

Studio Work produz para o hotel Tangará

Empreendimento de luxo inaugurado na capital paulista usa sarja colorida para os funcionários dos setores de governança e banquetes.

Desenhados pelo estúdio comandado pela estilista mineira Teresa Santos, fundadora da Patachou, os uniformes dos funcionários do Palácio Tangará, hotel de alto luxo inaugurado em maio em pleno parque Burle Marx, na capital paulista, foram produzidos pela Studio Work. A confecção respondeu pelas roupas usadas pelas equipes de governança e banquetes, produzidas com sarja colorida, além dos uniformes para outras áreas do hotel, que abriu com 280 funcionários.

O nome Tangará vem do pássaro da Amazônia que inspirou a cartela de cores dos uniformes, composta por tons suaves de azul, verde, off white, preto e cinza, explica a Studio Work, confecção criada em 2016 pela Sanyotex, importadora de tecidos. Ainda de acordo com Carmem Tanno, diretora de estilo e de operações da confecção, “por serem produtos diferenciados e com muitos detalhes, foi necessária uma análise fina dos croquis, de forma a entender os detalhes de cada um dos diversos looks do projeto”. Além disso, a empresa criou uma força-tarefa para atender ao projeto.

O hotel pertence ao fundo de investimentos americanos GTIS e é operado pelo braço hoteleiro do grupo Oetker, que também atua em diversos ramos, como alimentício (com fermento e gelatina em pó da marca Oetker, por exemplo) e de transporte marítimo com a Hamburg Süd. A empresa Oektker Collection opera outros hotéis de luxo no mundo, incluindo o Le Bristol, em Paris, e o The Lanesborough, em Londres. O Tangará é o primeiro na América Latina. Tem 141 apartamentos, dos quais 59 são suítes, e diárias que partem de mil reais, em julho, e podem chegar a cerca de R$ 30 mil.

GALERIA DE FOTOS(Divulgação/Marcelo Paez)

Ampliar
  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4
  • Foto 5
  • Foto 6