Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Seleção de Idioma

Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

Gestão

Jussara Maturo - 20/07/2017

GB Customização faz acordo com Pizarro

Projeto de busca de eficiência por parte da lavanderia brasileira está avaliado em R$ 25 milhões, a serem desembolsados entre 2017 e 2018, diz a empresa.

Começou em julho um projeto entre a brasileira GB Customização e a portuguesa Pizarro que prevê mudanças em layout de produção das duas unidades operadas pela lavanderia brasileira, compra de equipamentos e software, obras civis e capacitação de pessoal. De acordo com Marco Britto, diretor da GB, entre 2017 e 2018 está previsto o investimento de R$ 25 milhões para contemplar todas as medidas recomendadas.

Segundo o empresário, o projeto não tem prazo para acabar. O acordo com a lavanderia portuguesa é chamado por ele de joint venture. “A GB está em busca de eficiência de produção com inovação porque percebemos que a calça jeans está baixando de preço médio no mundo devido à queda do poder de renda das pessoas”, diz Britto para explicar os investimentos de forma a adequar a empresa aos novos tempos.

As adequações já começaram nas duas unidades de produção localizadas no Espírito Santo – Colatina e São Gabriel da Palha. De acordo com Britto, os clientes da GB já devem começar a sentir os efeitos desse trabalho ainda este ano. Mas, será em 2018 que os reflexos serão mais intensos, avalia. Entre os investimentos recentes em equipamento de produção, a GB cita a compra de mais quatro máquinas de marcação a laser, sendo duas para a unidade de Colatina e duas para a de São Gabriel. Também foram instalados lavadoras e secadores novos.

ADOÇÃO DE INDICADORES
Britto conta que estão sendo desenvolvidos cinco indicadores de desempenho em conjunto com os portugueses. O de qualidade total, afirma, será medido diariamente a partir do segundo semestre. Outra medida perseguida visa redução no prazo atual de entrega que ele espera avançar também este ano. Controlar o ticket médio por peça mantendo os benefícios será um indicador a ser medido mensalmente em 2018, assim como o nível de percepção dos clientes em torno das inovações implementadas.

O projeto envolve o intercâmbio de 45 pessoas, entre técnicos da GB e da Pizzaro, de diferentes áreas, passando por produção, desenvolvimento de produto, comercial, marketing, pesquisa, inovação e tinturaria. “Eles estarão aqui e nós estaremos lá”, conta Britto. Ele explica que entre 2010 e 2014 visitou lavanderias em diferentes países para conhecer a experiência delas.

Escolheu a Pizarro para essa parceria por considerar o modelo mais eficiente. De acordo com informações da empresa portuguesa, a Pizarro processa em torno de 50 mil peças por dia. “Sai contêiner de Bangladesh, Marrocos e Paquistão, com calças cruas para serem customizadas em Portugal”, observa Britto.

EXPERIÊNCIA
Fundada em 1983, em Guimarães, cidade ao norte de Portugal, a Pizarro atua como lavanderia, tinturaria, estamparia e com serviços de acabamento. O acordo com a GB não é a primeira incursão da Pizarro no Brasil. No início da década de 2000, a família abriu a lavanderia Ibatex, no Ceará, para funcionar como plataforma de exportação. Mas, uma série de problemas levou a empresa à falência três anos depois.

GALERIA DE FOTOS

Ampliar
  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4
  • Foto 5
  • Foto 6
  • Foto 7