Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Seleção de Idioma

Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

Gestão

Ana Luiza Mahlmeister - 17/10/2017

Morena Rosa moderniza gestão das franquias

Grupo implantou sistema Cigam que integra informações do ponto de venda e permite aos gestores acompanharem indicadores de vendas pelo celular.

A Morena Rosa, grupo de varejo com lojas próprias e franquias em todo o Brasil, renovou seu sistema de gestão nas lojas franqueadas para acompanhar mais de perto as rotinas financeiras. Dono das marcas Maria Valentina, Lobôh, Joy e Zinco, além da que leva seu nome, o grupo optou pelo ERP Cigam. A demanda pela renovação do sistema de gestão partiu de um franqueado que tinha dois pontos de venda e estava insatisfeito com o suporte oferecido pelo antigo fornecedor.

Como o grupo trabalha com uma gama de colaboradores de perfil variado, nem todos conseguiram se adaptar à tecnologia anterior que demandava muito suporte técnico. “Fomos procurados para implantar nosso sistema nessas duas lojas e a partir dos resultados positivos o Cigam passou a ser indicado para todos os franqueados”, explica Gustavo Dias, diretor de varejo do grupo Cigam.



Além das franquias, o ERP está migrando também para as nove lojas próprias da Morena Rosa. A empresa conta com cerca de 1,3 mil funcionários diretos e produz anualmente 2 milhões de peças em unidades fabris e escritórios localizados nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. Tem canais diretos e indiretos, atendendo 6 mil multimarcas.

INTEGRAÇÃO
Para dar conta desse volume de informações, o sistema da Cigam integra dados de estoques, relacionamento com o cliente, ponto de venda e recursos para os gestores tomarem decisões sobre o mix de produtos. O foco do novo sistema da Cigam, de acordo com Dias, é o atendimento ágil no terminal ponto de venda (PDV). Além disso os gestores das franquias podem consultar informações gerenciais no dispositivo móvel (celular ou tablet) como metas de vendas das lojas, franquias, vendedores, grupos de franqueados, acompanhar supervisores de campo e visualizar indicadores da cadeia de varejo.

Dias ressalta que a evolução do sistema contemplará recursos da chamada gestão omnichannel, que integra as lojas físicas com o comércio eletrônico. Uma nova versão do ERP, em desenvolvimento, dará mais autonomia às consultoras das lojas para o fechamento das vendas. “Pelo celular a atendente pode fazer o fechamento da venda e receber o pagamento com cartão da cliente, sem ter que enviar a consumidora para a fila do caixa”, explica Dias.