Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Seleção de Idioma

Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

Negócios

Jussara Maturo - 07/11/2017

Levi’s avalia ampliar produção local

Os resultados iniciais da coleção de jeans levam a empresa a considerar incluir mais quatro modelos de calças no mix de produtos confeccionados no Brasil a partir de 2018.

Embora ainda seja cedo para traçar a curva de vendas da linha de produtos com fabricação no Brasil, a Levi’s local se mostra satisfeita com os resultados iniciais e planeja expandir essa participação. Entre os acessórios, a marca decidiu incluir chinelos de borracha no mix, sendo a única subsidiária no mundo a comercializar esse tipo de calçado, ressalta Rui Araújo Silva, diretor da empresa no país. Pouco menos de dois meses do início das vendas de jeans com produção local já considera incluir mais quatro modelos de calças, dois masculinos (510 e 512) e dois femininos (712 e 715), a partir de 2018.

As calças nacionais em linha estão sendo vendidas no varejo a R$ 189, de acordo com a estratégia de ampliar o público da marca no Brasil. Em função do projeto de produção local, a Levi’s brasileira fez uma série de investimentos, a começar pela expansão do centro de distribuição, localizado em Itapevi, no interior de São Paulo, que dobrou de tamanho, ocupando atualmente 4,5 mil metros quadrados.

A rede de varejo cresceu e começa a ter novos contornos. A marca pretende encerrar o ano com 78 lojas, 12 a mais do que tinha em 2016. Das novas, apenas duas são franquias. As demais são próprias e algumas serão abertas em shopping centers com perfil diferente do atual, como a pretendida estréia no Internacional de Guarulhos, ou em cidades onde não estavam, como Florianópolis (SC).

A expectativa é comercializar 500 mil unidades dos produtos fabricados no Brasil até dezembro, entre acessórios (cintos, carteiras, bonés, meias, cuecas), calçados (botas, tênis e chinelos), camisetas, pólos e calças jeans, estima o diretor. Se atingida a meta, o mix de produção local corresponderia a cerca de 25% do volume previsto para 2017.

LINHA ALTERED
Inspirada na parceria com a Vetements, que criou o design de calça jeans mais polêmico do ano (o modelo com zíper na parte de trás), a Levi’s desenvolveu uma linha desconstruída, porém, mais comportada, que chegou ao Brasil em meados de outubro. São fits tradicionais submetidos a alterações de costuras, inclusão de recortes e apliques, golas e barras cortadas, entre outras intervenções.

GALERIA DE FOTOS

Ampliar
  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4
  • Foto 5
  • Foto 6