Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Varejo

Jussara Maturo - 23/11/2017

Inbrands, dona da Ellus, volta a operar com lucro

Balanço do terceiro trimestre registra ganho ainda que tenha havido queda da receita líquida em relação a igual período do ano passado

Depois de seis trimestres consecutivos de prejuízo, a Inbrands, holding que controla sete marcas, como Ellus e Richards, voltou a registrar lucro líquido no terceiro trimestre do ano. Segundo o balanço, o ganho anotado foi de R$ 3,51 milhões, avanço ante os R$ 23,23 milhões de perdas na mesma época do ano passado. O sinal de recuperação não foi suficiente, porém, para aliviar o prejuízo em nove meses, acumulado em R$ 41,49 milhões.

A melhora de rentabilidade é relacionada a medidas como reduzir o volume de produtos colocados em liquidação e ao aumento de preços e margens. A receita líquida de julho a setembro somou R$ 199,73 milhões, que corresponde a queda de 8,1% sobre o terceiro trimestre de 2016. No acumulado de janeiro a setembro a receita totalizou R$ 529,77 milhões, queda de 13,3% sobre os primeiros noves meses do ano anterior, mostra o balanço financeiro.



Mesmo reconhecendo o avanço registrado no terceiro trimestre de 2017, a agência Fintch Ratings rebaixou as notas da Inbrands para investidores para CCC(bra), tendo saído de BB-(bra). Em comunicado ao mercado, a agência explicou que a decisão considerou “a elevada exposição da companhia ao risco de refinanciamento”, em função das dívidas de curto prazo, como o vencimento de R$ 80 milhões previsto para fevereiro de 2018 e outros R$ 100 milhões em agosto.

Desde o balanço do terceiro trimestre de 2016, a Inbrands não divulga o tamanho de sua rede de varejo e multimarcas, que envolve Ellus, Richards, VR/VRK, Salinas, Bobstore, Herchcovith; Alexandre e Mandi; além da joint venture local com a Tommy Hilfiger e a distribuição no mercado brasileiro da G-Star Raw.

NOVO DIRETOR PRESIDENTE
Em meados do terceiro trimestre, Nelson Alvarenga renunciou ao cargo de diretor presidente da holding, menos de um ano depois que acumulou o cargo com o de presidente do conselho de administração. Atualmente, permanece como líder do conselho. O novo CEO da companhia é Paulo José Marques.