Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

Canal Digital

Redação - 14/12/2017

As roupas e acessórios criados no Hackaton WeAR

Na edição carioca do evento, venceu a bolsa com compartimento que serve para recarregar a bateria do celular por energia solar

Durante o fim de semana passado na cidade do Rio de Janeiro, os times que participaram do Hackaton WeAr tiveram que criar um wearable funcional, que mantivesse o consumidor conectado. Podia ser acessório ou roupa. Venceu a edição deste ano do evento o grupo que desenvolveu uma bolsa de praia, com compartimento para recarregar a bateria do celular por indução, sem fio e usando energia celular. O time Condutivas foi formado por Ana Carolina da Hora, Alexia Honzak, Christine Engelberg, Fernanda Road e Sofia Affonseca.

O segundo lugar ficou com o projeto de Cycle Jacket, uma jaqueta para ciclistas ou corredores, com leds sinalizadores para dar visibilidade a quem usa e aumentar a segurança do usuário quando está no trânsito. O terceiro lugar coube ao protótipo de uma Sound Jacket, jaqueta que conta com dispositivo para controlar o celular por comando de voz. Mas, de acordo com a organização, entre os projetos apresentados os times trabalharam em gadgets com uma camisola para grávida que capta os batimentos cardíacos do bebê; uma camiseta bot que responde perguntas de crianças usando o sistema de inteligência artificial Watson da IBM; uma pochete inteligente que recarrega a bateria do celular pela captação de energia solar; um top que memoriza passos de dança desenvolvido por um grupo de engenheiros e estilistas da Colômbia que participaram da maratona.

Este ano o Hackaton WeAr teve 200 inscritos, dos quais 35 foram selecionados para participar, compondo sete times de cinco pessoas cada um. Eles tiveram 30 horas para cumprir o desafio proposto. A seleção considerou critérios como funcionalidade, design, capacidade de atender ambos os sexos e viabilidade de produção em larga escala. O evento é patrocinado pela varejista C&A. Segundo a organização, o projeto Hackaton WeAr, lançado por Alessandra Farah em 2015, mantém a partir deste ano laboratório de pesquisa e prototipagem de wearables na unidade do IED na cidade de São Paulo.

GALERIA DE FOTOS

Ampliar
  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4
  • Foto 5
  • Foto 6