Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

Espaço Talento

Ana Luiza Mahlmeister - 23/02/2018

Parceria da UFG com John Cler forma alunos em lavanderia

Os estudantes do curso de Moda da universidade de Goiás que participaram do Casa Denim passaram uma semana na processadora goiana para finalizar, na prática, dez looks criados para o evento

Pelo segundo ano consecutivo a Casa Denim, iniciativa da John Cler de trazer a indústria para dentro da lavanderia, contou com a parceria da Universidade Federal de Goiás (UFG). Oito alunos, orientados pela professora da faculdade de Moda, Lavínia Seabra, desenvolveram dez looks em denim para o evento que foi realizado no início de fevereiro, nas dependências da empresa em Goiânia.

A professora selecionou os alunos e orientou o trabalho que começou em agosto de 2017 com a doação do tecido por um dos patrocinadores da segunda edição do Casa Denim, a Santista Jeanswear. “Os estudantes não tinham experiência com jeans e começaram a pesquisar o tecido a partir desse trabalho”, afirma Júlia Stolfo, laundry designer da equipe de criação da John Cler.

Após a pesquisa teórica, desenho e trabalho com o tecido, foi a vez de ser feito o beneficiamento do denim. Em janeiro, os alunos fizeram um estágio de uma semana na lavanderia, período em que aprenderam vários processos como clareamento, estonado, puído, marcação a laser e bordado. “Abrir as portas da lavanderia para os alunos foi fundamental para conhecerem os processos na prática”, diz Júlia. De acordo com a designer, a maioria dos alunos de moda têm contato com o beneficiamento das peças apenas de forma teórica, sem a vivência de um laboratório em lavanderia. “Como o universo do beneficiamento de malha e denim é muito amplo, muitos saem da universidade sem ter nenhum contato com os diversos processos de finalização da roupa”, afirma.

Trabalhar junto com os estudantes também foi uma experiência rica para a equipe da John Cler. Um dos looks desenvolvido por um aluno, por exemplo, foi o quimono em denim que aproveitou diversos recursos de lavanderia na mesma peça e diferentes formas de bordado. “Foi interessante acompanhar a ousadia e inovação dos alunos no tratamento das peças”, completa Júlia.

GALERIA DE FOTOS

 

 

Ampliar
  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4
  • Foto 5
  • Foto 6
  • Foto 7
  • Foto 8