Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

Economia

Jussara Maturo - 12/03/2018

Roupas femininas ficam mais baratas em fevereiro

Estão entre os itens com preço em queda que seguraram a inflação do mês, de acordo com pesquisa do IBGE

Mais uma vez a cesta de moda ajudou a conter a inflação do mês, como ocorreu em janeiro. Junto com alimentação foram os únicos itens cujos preços caíram em fevereiro em relação ao mês anterior. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de fevereiro para moda aponta para recuo de 0,38%, diante da inflação oficial brasileira que foi de 0,32%, a mais baixa para o mês desde 2000, enfatiza o relatório do IBGE.

Com exceção de jóias e bijuterias que aumentaram 1,14%, os demais produtos da cesta de moda baixaram na comparação com fevereiro, possivelmente pela prolongação da temporada de liquidações no varejo. As roupas femininas estão entre os itens em queda que ajudaram a conter a inflação mensal, afirma a pesquisa do IBGE. Caíram 0,87%. Os preços do vestuário masculino recuaram 0,15% e os do infantil caíram 0,04%. Tecidos tiveram redução de 0,35% em relação a janeiro.

A categoria de alimentação e bebidas assinalou queda de 0,33%, derivada dos preços menores dos alimentos comprados para serem consumidos em casa, como carnes e frutas, ressalta a pesquisa para formação do IPCA.

CUSTO DA MODA NAS CAPITAIS
Goiânia foi a capital que assinalou a maior queda nos itens de moda. Em função dos preços menores de roupas e tecidos, a inflação da cidade registrou queda de 1,46%, seguida por Vitória, no Espírito Santo, com redução de 1,35% e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, com diminuição de 1,27%.

Das 12 capitais que são destaque na pesquisa do IBGE, apenas São Paulo e, novamente, Belém do Pará registraram aumento de inflação em fevereiro. Na cidade de São Paulo os preços ficaram 0,39% mais caros que em janeiro, enquanto Belém teve aumento de 0,24%.