Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

Canal Digital

Redação - 09/05/2018

Moda avança no comércio eletrônico móvel

Roupas aparecem como o item mais comprado em estudo com internautas brasileiros que usam smartphone, e transações por WhatsApp surpreendem

Pesquisa do Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre o uso de aplicativos e sites no comércio móvel, ou m-commerce, no Brasil, aponta que entre os produtos e serviços adquiridos por meio de smartphone, moda aparece em primeiro lugar, passando de 42% (em setembro de 2017) para 51% em março de 2018. Os eletrodomésticos caíram de 50% para 47% no mesmo período. Na terceira posição aparecem as refeições, categoria que subiu de 27% para 37%. Cosméticos e itens de higiene também cresceram: de 29% para 33%. A aquisição de livros manteve a participação em ambas as pesquisas: 32%. O instituto de pesquisa ouviu 1.438 consumidores que usam aparelhos móveis.

Entre os sites de compras mais acessados, a liderança continua com o Mercado Livre (31%), seguido pela Americanas.com (21%). Pela primeira vez o WhatsApp e o Facebook despontam no ranking dos serviços mais usados para compras online. Entre os aplicativos e sites móveis, o WhatsApp aparece em sexto lugar, citado por 8% desse grupo, e o Facebook Messenger em décimo-primeiro, apontado por 5% dos entrevistados.

Quando perguntados se já encomendaram algum produto ou serviço especificamente através do WhatsApp e/ou do Facebook Messenger, o resultado indica que o uso desses dois aplicativos de mensageria para compras no Brasil é maior do que se imaginava: 57% dos internautas brasileiros com smartphone afirmam que já encomendaram produtos ou serviços através do WhatsApp, e 42% já o fizeram pelo Facebook Messenger. De acordo com a pesquisa, inúmeros estabelecimentos comerciais de pequeno porte e profissionais liberais já usavam as duas plataformas de mensageria para a oferta de seus produtos e serviços, mesmo sem ferramentas especiais de comércio eletrônico.

A pesquisa também apurou que 74% dos internautas brasileiros com smartphone já fizeram compras de bens físicos através de apps ou sites móveis, 1% menos que a pesquisa anterior de setembro de 2017. O número de pessoas que afirma fazer compras com mais frequência pelo smartphone do que pelo desktop é um pouco menor, 63%.

O grau de satisfação com as compras realizadas pelo smartphone também foi consultada: 38% afirmam estarem muito satisfeitos sendo que 54% são os satisfeitos. Os indiferentes somam 15%, e os insatisfeitos e muito insatisfeitos totalizam juntos 2% dos 1.438 consumidores entrevistados.

Quanto aos meios de pagamento utilizados, 31% preferem boleto bancário (o mesmo percentual da pesquisa anterior), mas o número de pessoas que optam pelo cartão de crédito subiu de 52% para 59%. As carteiras digitais tiveram queda acentuada entre uma pesquisa e outra: de 14%, em setembro do ano passado, para 8% seis meses depois. Outros meios de pagamento são agora preferidos por 2% dos compradores móveis contra 3% do levantamento do ano passado.