Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2018

Estilo

Radar GBLjeans - 08/06/2018

INVERNO 19: HORA DE RECICLAR O MOODBOARD

E também os conhecimentos técnicos para converter a alfaiataria tradicional em jeans jovem e moderno, capaz de despertar o interesse das resistentes novas gerações

Das palestras de moda que integraram a programação de lançamento dos fabricantes de denim e sarja para o inverno 2019 emergiu a certeza de que as equipes de estilo terão que reciclar o moodboard, porque vintage, décadas de 1980 e 1990 vão resistir a mais uma temporada; também precisarão requalificar o conhecimento técnico para alterar a alfaiataria tradicional a fim de conseguir silhuetas de visual jovem e arejado para o jeans. Mas, diferentemente do passado, o desenvolvimento tem que considerar o senso de exclusividade que motiva as novas gerações a se disporem a consumir produtos e marcas.

VINTAGE no jeans há muito tempo deixou de ser tendência. É direção criativa corriqueira. Nem por isso dispensa capricho. Até porque as gerações mais jovens valorizam o resgate do princípio de tudo. Se a marca tem mais de 20 anos, fuçar os arquivos (se houver) pode ser um bom começo.

DÉCADAS DE 1980 E 1990 resistem e seguem também pelo inverno de 2019. Já viu isso e de tudo quem já viveu muito, ou seja, era adolescente ou adulto nessas épocas. Mas, para os jovens de hoje em dia, a estética de então é novidade que eles estão conhecendo por seriados e filmes.

A agitação dos 80’ rende a estética disco do início da década, colorida, neon e metalizada. Já a segunda parte da década é marcada pela estética yuppie ditada pelo mercado financeiro nova iorquino. Ombros destacados, porém sem o recurso das ombreiras. A cintura é marcada, seja pela modelagem, seja pelo styling de usar cintos largos junto com blazer de corte amplo. A calça mom, a cintura clochard.

As formas em geral para as mulheres são arredondadas, com mangas presunto, morcego ou bufantes. Para o jeans feminino, seja qual for o fit, a cintura será alta, sempre alta, e de corte cenoura ou tulipa. Conjuntos de jaqueta e calça jeans têm corte quadrado que servem para todo mundo. Os efeitos de lavanderia recorrem ao acid wash; sal e pimenta; marmorizado; sobretingimentos colorido em tons fortes; aplicação de foil. Bolsos e punhos coloridos, de outros tecidos, como náilon ou couro.

O minimalismo dos 90’ abandona a predominância dos azuis e recorre ao jeans black. Macacões e jaquetas assumem silhuetas assimétricas; as camisas são extra grandes. Destaque ainda para o moletom, o xadrez, as estampas silkadas e o jeans desfiado ao revisitar o grunge da época pelo som e figurino de Nirvana e Pearl Jam.

DESCONSTRUÇÃO é a palavra da temporada e serve sobretudo para dar nova roupagem à alfaiataria e nova interpretação ao workwear operário da primeira metade do século 20. Na mesma silhueta híbrida e sofisticada se misturam materiais de composição e texturas diferentes; com botões e zíperes deslocados em calças e jaquetas; costuras aparentes; e aviamentos à vista. É a vez dos tecidos maquinetados.

ACTIVE DENIM não mais se inspira nos esportes radicais urbanos, como o skate. Continua ao ar livre, mas, no inverno, a referência são as roupas de esqui e do motociclismo, com jaquetas matelassadas e fofas, recortes e reforços. Também são inspirações as roupas usadas para praticar montanhismo e as caminhadas por serras e campos, com aspectos funcionais, como bolsos e outros compartimentos para guardar coisas, tecidos com revestimentos especiais de proteção, 100% algodão ou que tenham outras fibras naturais ou recicladas na composição.

JEANS PARA FESTA representa a mistura de estilo, como blusinhas finamente bordadas usadas
com calças destroyer e salto alto. Exige tecidos com brilho metalizado, fluidos, que garantam bom caimento. Retorno das resinas que imitam visual de couro, acompanhando a onda colorida que ganhou força.

ESTILO MILITAR que no inverno assume pegada mais esportiva, quebrando a austeridade com recortes e aviamentos aparentes, em maxicasacos e parkas, além do camuflado.

DETALHES em evidência, como uso de pele falsa, que não precisar ser sintética, menos ainda natural. Pode ser feita de fios de algodão, como na proposta vista na edição de maio da Denim Première Vision. Costuras em cores contrastantes ou recobertas por fitas são alternativas a ponderar. Aviamentos dourados e botões expostos fazem parte do cenário, assim como bordados, cujos padrões devem fugir dos florais.

Compilado está baseado em orientações de moda previstas para o inverno 2019 por Vicunha Têxtil, Santista Jeanswear, Cedro Têxtil, Canatiba Denim Industry (por Bia Aidar), Covolan Têxtil (by WGSN).

GALERIA DE FOTOS

Ampliar
  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4
  • Foto 5
  • Foto 6
  • Foto 7
  • Foto 8
  • Foto 9
  • Foto 10
  • Foto 11
  • Foto 12
  • Foto 13
  • Foto 14
  • Foto 15
  • Foto 16
  • Foto 17
  • Foto 18
  • Foto 19
  • Foto 20
  • Foto 21
  • Foto 22
  • Foto 23
  • Foto 24
  • Foto 25
  • Foto 26
  • Foto 27
  • Foto 28
  • Foto 29
  • Foto 30