Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Quinta-feira, 21 de Junho de 2018

Canal Digital

Redação - 13/06/2018

Mais lojas de roupas chegam ao ecommerce em 2018

Levantamento da Nuvem Shop que só no universo da plataforma o número de lojistas mais que dobrou entre janeiro e março

Das 20 mil lojas em operação atualmente na Nuvem Shop no primeiro semestre do ano, 6,3 mil correspondiam a negócios de roupas, um dos segmentos que mais cresceu em relação a 2017, integrando os trending topics do e-commerce brasileiro, de acordo com levantamento realizado pela plataforma tecnológica para criação e gestão de lojas virtuais. Até 1º de junho, o universo da Nuvem Shop contava com 8,6 mil lojas de moda, a maioria formada por roupas (73%), além de calçados, joias e acessórios, quantidade que já representa avanço de 11% em relação ao primeiro trimestre.



De janeiro a março, o número de lojas funcionando girava em torno dos 18 mil, informa o levantamento da empresa. Segundo os dados apurados, o segmento de moda foi o que mais cresceu em número de lojas abertas no período, com expansão de 148%. Em volume de transações o aumento foi de 12% no trimestre. Com essa participação mais robusta, nos três primeiros meses de 2018, moda respondeu por 47% do total de transações realizadas na plataforma, sendo que a empresa estima que em 2017 as vendas através da plataforma movimentaram R$ 370 milhões.

Em comunicado ao mercado, José Abuchaem, fundador e CMO da Nuvem Shop, declara que o ano começou forte para o e-commerce no Brasil. "Observamos movimentos importantes com o aumento do número de empreendedores que comercializam seus produtos digitalmente e que aproveitam ao máximo a tecnologia para melhorar seus canais de vendas e a interação com os clientes”, avaliou o executivo.

COMPRAS PELO CELULAR
Outra variável destacada pelo levantamento indica que as compras feitas usando dispositivos móveis também cresceu, representando metade do total das transações no primeiro trimestre de 2018, ante participação de 40% em igual período de 2017. Novamente, o desempenho de moda se destaca nesse quesito, com 53% das transações envolvendo roupas, sapatos e acessórios sendo realizados via celular ou afins. Em saúde e beleza, essa participação dos dispositivos móveis cai para 12%, por exemplo. De modo geral, o ticket médio de vendas via mobile foi de R$ 377 entre janeiro e março, informa o levantamento da Nuvem Shop.