Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

Internacional

Redação - 17/08/2018

VF vai criar empresa só para Lee e Wrangler

A separação da companhia em duas, uma para jeans e outra para as demais marcas do portfólio, deverá ocorrer até meados do próximo ano

A VF Corporation surpreendeu o mercado ao anunciar a decisão de criar uma empresa separada, independente e com ações negociadas em bolsa para suas duas marcas de denim – Wrangler e Lee. Com a VF atual ficarão as marcas de esportes ao ar livre como The North Face e Timberland; de active, como Vans, Eastpack e Kipling; e work, como a Dickies, reunidas em uma empresa com receita estimada em US$ 11 bilhões no ano fiscal de 2019, que começou em abril de 2018. Ainda sem nome, identificada como NewCo, a nova empresa avaliada em US$ 2,5 bilhões cuidará dos negócios de jeans e dos outlets, e estará alavancada com dívida de US$ 1 bilhão. Do total estimado da receita da nova empresa, US$ 1,5 bilhão correspondem às vendas da Wrangler e US$ 1 bilhão da Lee.

A estimativa é de a separação estar formalmente concluída em meados de 2019. Depende da aprovação do conselho de administração da companhia e dos órgãos regulatórios americanos.
Em conferência com investidores, Steven Rendle, chairman, president & chief executive officer da VF Corp, referiu-se a esse anúncio como um marco histórico na companhia, como foi a compra da Lee em 1969 e da Wrangler em 1986, transação com a qual a empresa dobrou de tamanho. “Nosso anúncio esta manhã é o próximo passo lógico na evolução futura da nossa empresa e é outro exemplo de nosso compromisso de posicionar a VF como uma empresa centrada no consumidor”, disse o executivo em sua apresentação.

A VF defende a separação porque avalia que o negócio de jeans e as demais marcas do portfólio evoluíram de maneira diferente ao longo do tempo, tornando-se “dois negócios separados e distintos, com identidades de investimento e modelos operacionais únicos”. Também reconheceu que foram as receitas e os lucros das duas marcas de jeans que financiaram o forte crescimento da empresa no início da década de 2000.



Pela estrutura desenhada, a sede global da VF ficará em Denver, no Colorado, abrigando o head de todas as marcas do portfólio - cinco de outdoor; sete de active; e oito de work, além do Centro de Inovação Global da VF para vestuário e tecidos técnicos e do Digital Lab. Já a sede da NewCo ficará em Greensboro, Carolina do Norte, que hoje abriga a Wrangler e para onde a Lee será transferida saindo de Kansas City. À frente da nova empresa estará Scott Baxter, atual presidente da VF para Americas West. Ele brincou que Greensboro seria um lar natural para os negócios de jeans. “E, de fato, Greensboro é muitas vezes chamada de Jeansboro devido à sua herança têxtil e de denim”, disse.

A VF considera que um dos grandes impulsionadores do crescimento de Lee e Wrangler possa ser o atacado digital, dado os bons resultados que vem obtendo. Ao contrário das demais marcas do portfólio, o canal de atacado responde pela maior parte do faturamento das duas marcas. De acordo com o balanço financeiro divulgado em julho, a VF Corp faturou US$ 2,8 bilhões no primeiro trimestre do ano fiscal de 2019 (de abril a junho de 2018), aumento de 23%, com lucro de US$ 160 milhões, salto de 46% sobre o mesmo período do exercício anterior. A receita da Wrangler cresceu 4% no trimestre e da Lee, 1%.