Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

Canal Digital

Redação - 22/08/2018

Amazon começa a vender roupas no Brasil

Site estreou nesta quarta-feira com produtos de marcas como Levi’s, Farm, Cantão, Cori, Enjoy, Reserva, Amapô, Shoulder, Green, Marisol e A.Brand

A operação brasileira da Amazon começou a vender roupas. Cercada de expectativa, a estreia foi anunciada na manhã desta quarta-feira, 22 de agosto, e chega robusta ao mercado. O departamento de moda comercializa roupas para homens, mulheres e crianças (incluindo bebês), além de calçados, joias, relogios, bolsas, mochilas e malas. Em jeans, o portfólio abrange cerca de 65 marcas como Levi’s, Acostamento, John John, Farm, Cantão, Cori, Enjoy, Amapô, Shoulder, Green, Marisol e A.Brand, que vendem peças de vestuário e calçados.

O departamento inclui ainda moda esportiva, com roupas e calçados. A loja Esportes envolve mais categorias como acessórios e equipamentos específicos para futebol, boxe, natação, acampamento, entre outros. Somadas, as duas lojas reúnem em torno de 350 mil produtos, informa a Amazon. “Nossa equipe trabalhou com as principais marcas nacionais e internacionais para garantir que nossos clientes possam encontrar produtos de suas grifes preferidas, confiar na origem desses itens e contar com a garantia de A a Z da Amazon para protegê-los em todas as transações feitas em nosso site", declarou em comunicado ao mercado Otávio Alves, gerente-geral da Amazon Moda para o Brasil.




 

O portfólio tem destaque para estilistas brasileiros como Gloria Coelho e Reinaldo Lourenço, para roupas, e Antonio Bernardo, em joias; seleção de produtos artesanais e sustentáveis; e seleção de cool brands. As lojas virtuais operam no modelo de marketplace, a maioria em parceria com as próprias marcas. Algumas delas estrearam páginas personalizadas, como a Levi’s, a Reserva, a Foxton, a Mob, e a Havaianas.

As compras podem ser parceladas em até dez parcelas e com a Garantia de A a Z da Amazon, pela qual os clientes podem pedir reembolso caso o produto não esteja de acordo com o anunciado pelos vendedores, ressalta a empresa. Para marcar o lançamento, alguns produtos estão sendo comercializados com preços promocionais, com descontos de até 70%. Segundo o noticiário econômico, a Amazon cobra taxa de 20% sobre as vendas do segmento moda e cada marca opera sua própria logística de entrega.

A Amazon entra no mercado brasileiro para concorrer com Dafiti, Farfetch, Shop2gether, Zattini, Kanui, Netshoes, entre outros em atividade.