Vestuário registra deflação em maio

Mesmo com a pandemia de covid-19, o setor continuou a subir preços por dois meses seguidos até ser contido pela fraca economia.

Para a moda, maio costuma ser um mês de preços altos. Reflete a mudança de estação nas vitrines e de recuperação de margens. A pandemia de covid-19 atropelou a lógica de mercado. Depois de dois meses de inflação, os reajustes da cesta Vestuário foram contidos pela fraca economia, ainda que em algumas cidades o comércio tenha reaberto desde meados de abril. E moda acusa deflação de

Conteúdo exclusivo para cadastrados

Se você já é cadastrado, faça seu login: