Santista aponta direções de estilo

Através de evento pela web, fabricante lança produtos e aborda a moda do jeans reforçando os blacks e intervenções nos coloridos.

O giro atual da roda dos negócios do jeans passa pelo reaproveitamento. E representa um desafio considerável para o design, de acordo com as direções de moda tratadas pela Santista em evento pela web. Em tempos de covid-19, o estilo não parte do zero. Com peças prontas em estoque ou paradas nas oficinas, as coleções de jeans podem ser renovadas com técnicas de sobreposição, misturas de materiais e muita intervenção realizada em lavanderia. Não por acaso, as direções apontam para os efeitos marmorizados, esfumaçados, ácidos; peças cortadas a laser, aplicação de patches e recortes; tie-dye; sobretingimento e muito uso de pigmentos; coloridos envelhecidos; e desbotes exagerados.

Essas indicações prevaleceram na apresentação de Andrea Pecora, coordenadora de moda da Santista, em webinar ao vivo conduzido por Sueli Pereira, gerente de comunicação e moda da empresa. Para falar sobre desafios e inspirações, a equipe adotou uma divisão temporal.

O Futuro Sombrio recorre aos pretos, às roupas com detalhes funcionais ou de proteção, de formas amplas. Nesse tema as cores têm aspecto visceral, como branco osso e vermelho sangue para quebrar o black e os acinzentados.

O Novo Modernista busca conforto no passado, mas com traços modernos. Apara os excessos de volume da década de 1990. Nesse tema o denim é azul, trabalhado do médio para o claro. As tonalidades são pálidas.

O Coletivo Urbano fala do presente incerto, do medo urbano da contaminação. Estampas macabras são suavizadas pelos tons ácidos ou neon.

Para formas, a pesquisa da Santista incluiu o webstyle, focado no figurino exibido da cintura para cima. “Têm que ser peças interessantes, muito elaboradas”, recomenda Andrea.

LINHA DE PRODUTOS ATUALIZADA

Sueli Pereira explica que diante da fase atual do mercado, a Santista optou pela atualização da linha de produtos existente, com seis novidades. Para isso, trabalhou a parte de tingimento, explorando o Orion (black blue); o Galaxy (blue black); o Ocean Blue; e o black.

Assim, o Yoyo ganhou versão Orion, com peso de 9,3oz e composição 98% de algodão e 2% de elastano, com 43% stretch.

Com poliéster, algodão e elastano na composição, o Ariana crescentou duas versões: o Ocean Blue; e a Mix, o Ocean Blue com trama preta. Ambos com stretch em torno de 40%.

O Dani Plus tem versão em black com o mesmo tipo de composição. Para o First Denim Up foi criada a versão Galaxy, com algodão e elastano. E o Ray é o 100% algodão tinto em Orion.

GALERIA DE FOTOS

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider